Ferramentas do dia-a-dia

Bom dia!

Hoje vou falar um pouco sobre as ferramentas que uso no meu dia-a-dia de trabalho.

São escolhas baseadas em funcionalidades e gosto pessoal. Não quero entrar em brigas de uma ferramenta ser melhor do que a outra, então vou me limitar a falar das que uso atualmente e evitar comparações ao citar outras.

Vou apenas citar e falar brevemente de cada uma e, em posts futuros, entrarei em detalhes sobre algumas.


1) Servidor: Zend Server Developer Edition (http://www.zend.com/en/products/server/)

Da empresa responsável pelo próprio PHP, ele oferece tudo para servir páginas, banco de dados, debug, análise de performance, etc. A versão gratuita está melhor ainda, com suporte hoje em dia para deployment, debugging, code tracing, armazena logs, erros e informações de performance por até 1 hora, etc. Vem com opção para apache e Nginx. Vale a pena conferir em http://www.zend.com/en/products/server/free-edition e a comparação entre as edições em http://www.zend.com/en/products/server/editions. Possui versão para MacOX, Linux e Windows.

2) IDE: Zend Studio (http://www.zend.com/en/products/studio/)

Também da Zend, é uma ótima ferramenta de programação, principalmente a partir da versão 10 que vem com suporte para ZF2, composer, etc. Facilita muito a criação de projetos, módulos zf2, etc. Possui versão para MacOX, Linux e Windows.

3) Linguagem: PHP (http://php.net)

Uma escolha que fiz em 1997 e nunca me arrependi foi cada vez mais me especializar em desenvolvimento Web usando o PHP. Ao longo do tempo foi melhorando cada vez mais; quando iniciei não tinha nem suporte à orientação a objetos e hoje em dia é uma das maiores (se não a maior) em desenvolvimento para a web).

4) PHP Framework: Zend Framework 2 (http://framework.zend.com)

Novamente, uma opção pessoal. Já gostava da versão 1 e usei em alguns projetos, e ainda mais da ZF2. No começo foi um pouco complicado entrar na ZF2, pois possui algumas “filosofias” bem diferentes (e melhores) que a ZF1, e também comecei a mexer ainda na versão beta, mas hoje em dia as coisas fluem bem mais fácil rs.

5) Banco de dados: MySQL (http://mysql.com)

Mais uma escolha feita em 1997, apesar de iniciar meu desenvolvimento php usando msql (um banco de dados da época bem simples) e também hoje em dia um dos mais usados na Web e comprado pela Oracle. Possui versão para MacOX, Linux e Windows.

6) Acesso ao banco: MySQL Workbench (http://dev.mysql.com/downloads/tools/)

Ótima ferramenta, possui administração, modelagem visual de tabelas e relacionamentos, Backup e Restore, desenvolvimento sql, etc. Possui versão para MacOX, Linux e Windows.

7) Javascript: jQuery + Bootstrap (http://jquery.com e http://twitter.github.io/bootstrap/index.html)

Usei muito o Dojo, mas passei a usar o jQuery e me senti mais a vontade. Para visual, preferi o Bootstrap ao jQueryUI e além do bootstrap padrão uso a versão do Arnold Daniels que acrescenta algumas ótimas funcionalidades (http://jasny.github.io/bootstrap/)

8) Browser: Mozilla Firefox com Firebug (http://www.mozilla.org/pt-BR/firefox/new/)

Se você vai desenvolver para a Web você TEM que testar seu sistema ou site pelo menos nos principais browsers (Firefox, Chrome, Safari, Internet Explorer), pois nem sempre o “padrão” web é adotado da mesma maneira por todos, principalmente html5 e ccs3. Independente do browser escolhido para desenvolvimento, é importante um plugin para ajudar a verificar erros de javascript, tráfego, inspecionar um elemento etc. Minha escolha foi o Firefox com Firebug, mas sempre checo nos outros quando termino uma tela ou funcionalidade.

9) Controle de versão: GIT (http://git-scm.com)

Usei muito anos o subversion ou svn (http://subversion.apache.org) mas nos projetos mais recentes comecei a usar o git. Eu gosto e acho importante explorar várias ferramentas, você se torna um profissional mais completo, menos limitado.

10) Deployment: Phing (http://www.phing.info)

Ótima ferramenta para controlar instalações, atualizações, etc. Apesar do Zend Server ter funcionalidade para isso, nem todo lugar você consegue instalar ou usá-lo. Então como padrão uso o phing para instalações e, principalmente, atualizações do sistema. Ele ajuda a automatizar as tarefas, como gerar um tar com uma nova versão, atualizar o banco de dados, copiar arquivos da versão anterior para a nova, etc.

Com o tempo vou falando mais sobre essas ferramentas.

Até a próxima!

PHP developer since 1997, loves movies, music and dogs.

Um Comentário para: “Ferramentas do dia-a-dia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*